Morre o autor da Bandeira LGBT

Gilbert Baker foi um artista e ativista de direitos LGBT, responsável por criar o símbolo que representa  a comunidade, a bandeira do arco-íris “rainbow flag” que surgiu em 1978. Ele morreu enquanto dormia em sua casa em Nova York no último dia 31.

O significado das cores da Bandeira Gay. #tudosobreeles #LGBT

Rosa – Sexualidade

Vermelho – Vida

Laranja – Cicatrização

Amarelo – Luz do sol

Verde – Natureza

Turquesa – Arte

Azul Índigo – Harmonia

Violeta – Espírito humano


Selva de homens

São Paulo pode ser descrita de diversas maneiras. Mas eu prefiro descrevê-la como uma selva de homens. O que a torna um habitat perigoso quando se trata de relacionamentos.
Há algumas espécies bem comuns nesse ambiente de concreto. Assim como os caras que frequentam a sua casa, comem da sua comida, dormem na sua cama durante algumas semanas e depois deixam de responder suas ligações ou mensagens. Justo quando você começa a acreditar que as coisas estão se encaixando apesar das imperfeições. E quando você insiste em marcar um encontro, eles têm sempre um imprevisto para adiar. Da última vez que eu me encontrei com um cara assim, que vou traduzir como “O Pássaro”, eu terminei numa calçada chorando sem entender a razão pela qual alguns caras preferem estragar tudo. Num dia você abre seu coração e oferece a sua amizade e no outro o cara voa para algum lugar bem distante. Definitivamente, essa espécie se sente em perigo diante de qualquer ameaça de afeto.
(Imagem: BRIAN BIEDUL)
(Imagem: BRIAN BIEDUL)

Continue Lendo “Selva de homens”

Masculino e Feminino

“A gente nunca tá fora do nosso meio social, eu sou mais um jovem confuso, mais um jovem acomodado, ignorante, apático, assim como você.”

Meu entrevistado é uma das drags que participou do programa Academia de Drags (2014), atração inspirada no programa americano RuPaul’s Drag Race (2009). Ele, ao longo dos anos, teve diversas referências, uma delas é a drag ícone cultural, RuPaul. Atualmente, meu convidado vive o novo boom das drags em São Paulo. Não é muito difícil encontrar oficinas sobre esse universo pela cidade, o conteúdo programático inclui ensinar como se maquiar, dançar e selecionar vestuário. São verdadeiras academias que ganharam as páginas dos jornais, a TV e os canais do YouTube.

“A gente nunca tá fora do nosso meio social, eu sou mais um jovem confuso, mais um jovem acomodado, ignorante, apático, assim como você.” (Foto: Yasmin Sandrini/ Beatriz Zago)
“A gente nunca tá fora do nosso meio social, eu sou mais um jovem confuso, mais um jovem acomodado, ignorante, apático, assim como você.” (Foto: Yasmin Sandrini).

Continue Lendo “Masculino e Feminino”

No sofá da Biá

“As pessoas iam para ver o show, pela curiosidade de saber o que era e como era um homem vestido de mulher.”

Ele diz que sempre foi gay desde criança, assume que sempre teve instinto homossexual. Ele confessa que tinha tesão pelo gerente do lugar, achava o sujeito uma graça e investia em tentativas para se aproximar dele. O primeiro rapaz que ele conheceu estava em um cinema do bairro do Tatuapé, na Zona Leste de São Paulo. Certa vez, em uma de suas idas ao cinema, a luz acabou. Ele permaneceu em sua poltrona, as luzes voltaram a acender, ele olha para trás e percebe um homem que lhe chama à atenção. “Credo, que homem feio!” – Foi seu primeiro pensamento ao olhar para pessoa que estava no mesmo recinto. “Tem coisas que são interessantes, você olhar para trás, numa multidão e a pessoa te chamar à atenção por ser feio.” – ele comenta.

“Tem coisas que são interessantes, você olhar para trás, numa multidão e a pessoa te chamar à atenção por ser feio.” (Foto: Acacio Brindo/ Eduardo Moraes)
“Tem coisas que são interessantes, você olhar para trás, numa multidão e a pessoa te chamar à atenção por ser feio.” (Foto: Acacio Brindo/ Eduardo Moraes)

Continue Lendo “No sofá da Biá”

Ele não é o Rei da Noite

“São Paulo não tem paisagem. São Paulo tem paisagem humana, as pessoas formam o mais interessante de São Paulo.”

Eu buscava investigar sobre quem investe nessas boates como a YachtLions e até mesmo o extinto Vegas, lugares não exclusivamente gays mas que os gays estão muito presentes. Nos anos 70, Elisa Mascaro foi uma das pioneiras em administrar clubes gays, como a boate Medieval, na Rua Augusta em 1971. Hoje, há um homem de 41 anos, apelidado de “Rei da Noite”, investindo em negócios que os gays, na maioria elitizados, frequentam e gastam boa parte do dinheiro deles. Mas quem é esse homem?

"Tem pessoas que transam com pessoas do sexo oposto que se alinham muito mais à estética de existência gay" (Foto: Facebook)
“Tem pessoas que transam com pessoas do sexo oposto que se alinham muito mais à estética de existência gay” (Foto: Facebook)

Continue Lendo “Ele não é o Rei da Noite”

Jesus é puta

“Eu tô cagando. Eu sou puta, eu sou puta. – ele afirma categoricamente e em voz alta. – Eu quero amar quem eu quero, eu quero foder com quem eu quero, eu quero ter uma relação fechada se eu quiser, aberta se eu quiser, eu quero não ter nenhuma relação se eu quiser. Eu não quero ninguém dizendo pra mim o que eu tenho que fazer.”

Estou na Rua Dr. Vieira de Carvalho, no Centro da cidade, República. Eu chego em frente ao local combinado, o café Spazio Gastronomia. Ainda resta meia hora, de acordo com o horário combinado, às 15:00 horas. Decido ligar para avisar que cheguei. Ele atende e pergunta qual é o horário combinado. – o tom de voz dele parece aborrecido com meu chamado. – Eu respondo que apenas liguei para avisar que cheguei ao café e que estou à sua espera. Ele diz que estará no local no horário.

Espero mais um pouco e finalmente, depois de mais 15 minutos ele chega de táxi à porta do café. Nós nos cumprimentamos, ele parece sério demais. Vamos até o balcão, ele pergunta o que quero beber e paga as duas garrafas de água com gás que pedimos, ele pede que a atendente abra e despeje o líquido em um copo com limão.

Já sentados à mesa, eu já me coloco em posição de começar a entrevista. Olhando bem seu rosto, percebo algumas rugas, ele é bastante calvo, praticamente careca, usa óculos com uma armação moderna e tem uma pele bem branca. Em seu pulso um relógio de pulseira verde. Estatura mediana, gordo e com muitos pelos nos braços. A testa dele está suada e ele tenta conter o líquido de forma discreta. É um dia de sol forte e muito calor na cidade.

Vou deixar aqui. – eu digo enquanto aproximo do meu entrevistado o meu gravador.

– Melhor você testar antes, porque pode ter interferência. – ele me alerta para o ventilador barulhento que está ao nosso lado perto do bar

– Não, ele consegue captar mesmo assim. – eu o tranquilizo.

– Ah, ainda bem.

Ele parece me observar com um olhar bastante desconfiado.

"Eu tô cagando para 'Barbie', para 'Urso'." (Foto: Facebook)
“Eu tô cagando para ‘Barbie’, para ‘Urso’.” (Foto: Facebook)

Continue Lendo “Jesus é puta”